30/03/2017 às 10h41min - Atualizada em 30/03/2017 às 10h41min

Vozes românticas e suaves de dois Agnaldos: Rayol e Timóteo

WALDEMAR PEDRO ANTÔNIO
Esta   edição  do  “  Cantinho   Musical  “  reservará   um  tributo  a  dois  maravilhosos  intérpretes  de  lindas  canções  , executando-as , com  intensa  sensibilidade  e  com  as  almas  entregues  ao  prazer  romântico e  ao  deleite  dos  corações  apaixonados .   Em  nosso  rico  e  expressivo  cancioneiro ,  encontramos  verdadeiras  relíquias  musicais  que  se  perpetuaram  nas  vozes  de “ AGNALDO   RAYOL   e   AGNALDO  TIMÓTEO  “ .      Iniciaremos  nossa  apresentação  por  um  belo  intérprete  com a  voz  melodiosa , prazerosa  e   inconfundível  de  AGNALDO   RAYOL .  Agnaldo Coniglio Rayol  nasceu no Rio de Janeiro em 3 de Maio de 1938. Vem de uma família de artistas com seis filhos,  cursou até o 3º ano do curso de Medicina, mas desistiu para seguir o sonho de sua vida : cantar . Iniciou a carreira de cantor aos cinco anos na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, no programa Papel Carbono, de Renato Murce, e aos doze anos estreia no cinema, no filme Também Somos Irmãos . A partir do fim dos anos 50,  quando a voz potente de adulto se estabiliza, firma-se na carreira levando adiante o estilo impostado e operístico comum aos cantores da geração anterior .  Sempre fiel ao repertório romântico, nos anos 90 faz sucesso interpretando canções italianas, língua que domina perfeitamente por ser a mãe nascida na Itália. Duas entraram para o repertório de telenovelas da Rede  Globo e estouraram nas paradas: Mia Gioconda na novela O  Rei  do  Gado  e Tormento d'Amore, tema de abertura da novela Terra  Nostra gravada em Londres  em dueto com a soprano  Charlotte  Church ..

  
Passaremos  agora  ao  desfile  das  canções  interpretadas  por  Agnaldo  Rayol .  Esta  bela  peça  narra  a  história  de  um  pracinha  da  FEB  que  se  apaixonara  por  uma  bela  italiana , nome  intencional ,   talvez  inspirada  na  criação de   Leonardo  da  Vinci , a  quem  jura  grande  amor  a  “  MIA   GIOCONDA  “ .[ “ / Do dia que nascemos e vivemos para o mundo /  Nos falta uma costela que encontramos num segundo / Às vezes muito perto desejamos encontrá-la  / No entanto é preciso muito longe ir buscá-la / Vejamos o destino de um pracinha brasileiro /  Partindo para a Itália transformou-se num guerreiro /  E lá muito distante, despontar o amor sentiu / E disse estas palavras a uma jovem quando a viu: / Italiana, / La mia vita oggi sei tu / io te voglio tanto bene / Partiremo due insieme / Ti lasciar non posso più / Italiana / Voglio a ti piccola bionda / Ha il viso degli amori / La tue labbra son due fiori / Tu sarai mia Gioconda / Vencido o inimigo que antes fora varonil / Recebeu a F.E.B. ordem de embarcar para o Brasil / Dizia a mesma ordem: / Quem casou, não poderá levar consigo a esposa a esposa ficará  / Prometeu então o bravo, ao dar baixa e ser civil: /  Embarcarás amada, para os céus do meu Brasil / E, enquanto ela esperava lá no cais napolitano / Repetia estas palavras no idioma italiano /: Brasiliano , / La mia vita oggi sei tu / Io te voglio tanto bene/ Chiedo a Dio que tu venga / Ti scordar non posso più / Brasiliano, / Sono ancora tua bionda /  Mi sposo hai lasciato / Questo cuore abbandonato /Che chiamasti di Gioconda / Di Gioconda / Di Gioconda / . “  ] .

A  procura  alucinada  de  um  amor  traduz  enorme  sofrimento  para  a  pessoa  apaixonada .  Esta  canção , que  foi  abertura  da  novela  “ Terra  Nostra “ , grande  amor  sofrido :  “   TORMENTO  D’AMORE  “  . Martinio, tormento d'amore, / Il delírio / fa parte del cuore, / Un pianto bagna la bocca / E tanta la voglia di trovarti. / Dove sei, la fantasia, / La nostalgia, la mia mania. / I miei occhi turbati / Dal sole, dal vento, / Il tuo viso sereno l'incanta, / Che mancanza mi fai. / Ti voglio aver sempre con me, / Oggi ho sentito davvero che, / Non posso piu viver cosi / Per me tu sei sempre, / Il primo amore. / Dove sei io sempre qui / Innamorata ancora si. / Cantare per non morire, / Illudermi per non soffrire, / Parole, colore della vita / Sempre, sempre per te. / ( BIS ) / Felice é sognare con te, / Speranza é nata per questo che, / Il cielo é coperto di stelle / Ti guardo, ti voglio, ti amo. / ( BIS ) / .  “  ]  . 

A  reconstituição  de  um  amor que  se  apaga  com  falta  de  compreensão, resultando  em  grandes  desavenças  entre  o  casal , é  melhor não  se  concretizar . Esta  bela  canção , em  uma  amostragem  desta  afirmação , versa  sobre  uma  enorme  paixão entre  dois  sentimentos  controversos  em  que  ambos  estão   “  ACORRENTADOS  “ .                     [ “ /  Talvez fosse melhor se não voltasses / Talvez fosse melhor se me esquecesses / Voltar é começar a atormentar-nos / A querer-nos para odiar-nos  / sem princípio nem final / Queremos um ao outro tanto tanto / Que amar entre nós dois é um martírio / Jamais suportarei a tua ausência / E num mundo de delírio / seguiremos sempre igual / Carinho como o nosso é um castigo / Se leva dentro d'alma até a morte / Minha vida necessita tua vida / e tu me necessitas muito mais / Por isso não teremos despedida / nem paz alguma há de consolar-nos / E toda essa dor há de encontrar-nos / de joelhos na outra vida / Frente a frente e nada mais / . “  ]  .  

Esta  música  é  uma  versão  de  Oswaldo  Santiago  que  Agnaldo  Rayol  deu  um  toque  brilhante com  sua  interpretação , fazendo-nos  crer  na  credibilidade  do  amor , tema  abordado  em  toda  canção com  muita  expressividade  lírica :   “  CREIO   EM  TI   “ .  [ “ /  Creio em ti / Ao ver que a Chuva Cai / E faz a flor nascer / Creio em ti / Pois sei que enquanto é noite aqui / É dia ali / Creio em ti / Porque me deste o riso e a dor / Me deste o amor / Creio em Ti / Creio em Ti / Se a paz sobre nós / Seu véu descer / Eu Creio em ti / Se a tempestade / A terra abalar / Eu creio em ti / Cada vez que neste mundo / Eu escutar / Alguém cantar / Alguém chorar / Direi, então / Creio em ti / . “  ]  .




Esta  canção  é  uma  versão  de  Édson  Borges    composta  por   Carlos  Almarán  , interpretada  com  muito  sentimento  por  Agnaldo  Rayol .  A música  aborda  uma  grande  dor  pela  perda  de  um  amor , lamentando  não  ter  sua  paixão  mais  a  seu  lado ,  sendo expressa   em  um  depoimento  poético  que  é  uma  verdadeira e  bela   narrativa sobre      “  HISTÓRIA  DE  UM  AMOR  “   [ “ /  Já não estás mais ao meu lado, coração / E minh'álma está cansada de chorar / Sei que já não posso ver-te / Por que Deus me fez querer-te / Me fazendo sofrer mais / Sempre foste a razão do meu viver / Adorar-te foi a minha religião / Em teus beijos encontrei / O calor que era um brinde / Ao amor e a paixão / Esta é a história de um amor / Que aumentou o meu sofrer / Que me fez compreender / Todo o mal de querer / Tu me deste luz e vida / Destruindo-me depois  / Oh! Que vida amargurada / Vivo só sem teu calor / Vivo só sem teu amor/ . “   ]   .   


Encerrando  esta  pequena  amostra  selecionada da  galeria  musical  desse  magnífico  cantor ,  optamos por  esta  brilhante e conhecida  peça .  Agnaldo  Rayol ,  maravilhosamente,   interpretou  a  canção  mais  conhecidas  em  toda  a  extensão  deste  planeta que  apresenta  o  tema  mesclando  sangue  sol  e  amor  em  toda  sua  dimensão  obra  cujo  compositor  é  Agustin  Lara  :   “  GRANADA  “  [ “ / Granada, tierra sonada por mi / Mi cantar se vuelve gitano / Cuando es para ti... / Mi cantar... hecho de fantasia / Mi cantar, flor de melancolia / Que yo te vengo a dar... / Granada, / Tierra ensangrentada / En tardes de toros... / Mujer que conserva el embrujo / De los ojos moros / De sueno rebelde y gitana / Cubierta de flores... / Y beso tu boca de grana / Jugosa manzana / Que me habla de amores / Granada manola / Cantada em coplas preciosas... / No tengo outra cosa que darte / Que um ramo de rosas... / De rosas de suave fragrância / Que le dieran marco / A la virgen morena / Granada / Tu tierra esta llena de lindas mujeres / De sangre y de sol / . “  ]  .

   Agora  é  a  vez  do  outro  AGNALDO : o  TIMÓTEO .  Agnaldo Timóteo  nasceu  em  Caratinga – MG , no  dia 16 de outubro de 1936 . Iniciou sua carreira cantando em programas de calouro na rádio local e também em Governador Valadares e Belo Horizonte, onde se tornou conhecido como o "Cauby mineiro". Mudou-se para o Rio de Janeiro, passando a trabalhar como motorista da cantora  Ângela  Maria . Enquanto isso, continuava sua carreira e aos poucos tornou-se conhecido nacionalmente pela sua voz. Polêmico e sem papas na língua, iniciou uma atuação como político a partir de 1982 no PDT, quando foi o deputado federal mais votado da história do Rio de Janeiro .

  
Iniciaremos  a  seleção  musical  de  AGNALDO  TIMÓTEO  por uma  canção  que  explicita  o  sofrimento  provocado  pela  paixão e  com  a  certeza  de  que superará  a  ausência  da amada  e  que  com  o  tempo   “  TUDO   PASSARÁ  “ . [ “ / Eu te dei meu amor / Por um dia / E depois sem querer te perdi / Não pensei que o amor  / Existia / E também choraria por ti / Mas tudo passa tudo passará / E nada fica  / Nada ficará / Só se encontra a felicidade / Quando se entrega o coração / Voltarei a querer  / Algum dia / Hoje eu sei que não vou  / Mais chorar / Se em mim já não há alegria / A esperança me ensina a gritar / Que tudo passa tudo passará / Que nada fica nada ficará / Só se encontra a felicidade / Quando se entrega o coração / . “  ]  .


Com  uma  voz  bem  postada  e  segura , Agnaldo  Timóteo  faz  bela  interpretação de  uma  canção  que  versa  sobre  a  insatisfação  de  uma  noiva  diante  do  altar  ,  lamentando  , em  seus  pensamentos , que  o  seu  verdadeiro  amor  é quem  deveria  ali  estar , e  não  quem  vai  ser o  seu  esposo :   “  A   NOIVA  “ .    [ “ / AAAAve Mariaaaaaaaaaaaaaaaaaa... / Branca e radiante vai a noiva, / logo a seguir o noivo amado. / Quando se unirem os corações, / vão destruir ilusões. / Aos pés do altar esta chorando, / todos dirão que é de alegria. / Dentro sua alma está gritando, / Ave Maria... / Chorará também, ao dizer o sim, / e ao beijar a Cruz, pedirá perdão. / E eu sei que esquecer não poderia, / se era outro amor a quem queria. / Aos pés do altar esta chorando, / todos dirão que é de alegria. / Dentro sua alma está gritando, / Ave Maria... / Ave Maria... / Ave Maria... / AAAAve Mariaaaaaaaaaaaaaaaaa./ . “  ]  .

Esta  canção  foi  composta  por  Roberto  Carlos  e  ilustrada  musicalmente  pela  maravilhosa  voz  de  Agnaldo  Timóteo , declarando ,  em  seu  conteúdo ,   um  lindo  sentimento  amoroso somente  para  a  pessoa  amada , para  que  ninguém  tenha  conhecimento  de  sua  louca  paixão :   “  MEU  GRITO  “ .  [ “ /    Se eu demoro  / Mais aqui eu vou morrer  / Isso é bom  / Mas eu não vivo sem você  / Eu não penso mais em nada  / A não ser só em voltar  / Vou depressa e levo o meu amor nas mãos  / Para lhe dar  / Já não durmo  / Morro até só em pensar  / E se canto  / Só o seu nome quero gritar  / Mas se eu grito todo mundo  / De repente vai saber  / Que eu morro de saudade  / E de amor por você  / Aí, que vontade de gritar  / Seu nome bem alto no infinito  / Dizer que o meu amor é grande  / Bem maior do que meu próprio grito  / Mas só falo bem baixinho  / E não conto pra ninguém  / Pra ninguém saber seu nome  / Eu grito só meu bem. / . “  ]  . 


Devido  à  mutação  comportamental  do  amor foi  que  , certamente ,  motivou  a  composição  desta  música , afirmando ,   em  várias  situações  imutáveis , que  o  belo  sentimento  amoroso se  perpetua  na  atitude  eternizada  do   “  ÚLTIMO   ROMÂNTICO  “  .   [ “ /  Último / Sei que sou o último romântico / Sei que sou aquele que te pode dar uma flor / E sentir no teu olhar, pela expressão de sorrir e o tremor de suas mãos / Se me amas / Último / Último romântico do mundo / Que se enternece ao ver dois pombos numa praça / Beijando-se com graça / Num encontro inocente / Bem diante dessa gente / Indiferente a passar / Por que, se uma rosa é uma rosa, nasceu com o mundo / Eu devo mudar? / Por que, se o mar, sol e vento não mudam no tempo / Eu devo mudar? / Por que, se o amor é o amor e eterno no mundo / Eu devo mudar? / Por que, é que são tantas coisas, mudando e mudando / Amor, eu não sei / Último / Último romântico do mundo / Que se enternece ao ver / Um  casal de namorados / Beijando-se abraçados / E ao perceber a gente / Se envergonhar depois / Como fazemos nós dois / Por que, se uma rosa é uma rosa, nasceu com o mundo / Eu devo mudar? / Por que, se o mar, sol e vento não mudam no tempo / Eu devo mudar? / Por que, se o amor é o amor e eterno no mundo / Eu devo mudar? / Lara... / Lara lara lara.... / . “  ]  .  


Agnaldo  Timóteo  expressa,  com  sua  maravilhosa  voz ,  um  gênero  musical  identificado  nos  sentimentos  do  povo  português que  considera  o  fado  uma  canção  que penetra  na  alma   aliviando  a  dor  e  o  pranto  com  a  certeza de trata-se de  um  divino  fenômeno   :  “  FOI   DEUS  “ .  [ “ / Não sei / Não sabe ninguém / Porque canto fado / Neste tom magoado / De dor e de pranto / E neste tormento / Todo sofrimento / Que eu sinto na alma / Cá dentro se acalma / Nos versos que canto / Foi Deus / Que deu luz aos olhos / Perfumou as rosas / Deu ouro ao sol / E prata ao luar / Foi Deus que me pôs no peito / Um rosário de penas / Que vou desfiando / E choro a cantar / Que pôs estrelas no céu / E fez o espaço sem fim / Deu luto às andorinhas / Ai deu-me esta voz a mim / Se canto / Não sei o que canto / Misto de ternura / Saudade, ventura / E talvez de amor / Mas sei que cantando /Sinto o mesmo quando / Se tem um desgosto / E o pranto no rosto / Nos deixa melhor / Foi Deus / Que deu voz ao vento / Luz ao firmamento / E pôs o azul nas ondas do mar / Foi Deus que me pôs no peito / Um rosário de penas / Que vou desfiando / E choro a cantar / Fez poeta o rouxinol / Pôs no campo o alecrim / Deu flores à primavera / Ai deu-me esta voz a mim./ . “  ]  .

Cantinho  Musical  encerra  esta  bela  demonstração  de  canções  consagradas  pela  opinião  pública na  voz  deste  magnífico   intérprete  de  nosso  cancioneiro com esta  linda  peça  musical .  Com certeza,  o  maior  amor  na  vida  de  Agnaldo  Timóteo  foi  a  sua  querida  mãe  a  quem,  constantemente,  tecia  elogios  e  cantava  com  imensa  emoção  as  músicas  cujo  tema era  sobre  amor  materno . Esta  bela  canção,  interpretada  com  bastante  emoção , versa  a  respeito  do  filho  que  retorna  ao  aconchego  de  sua  querida  mãe  , expressando  liricamente  um  enorme  sentimento  oriundo  de  seu  coração :  “  MAMÃE ,  ESTOU  TÃO  FELIZ  “  .        [ “ /  Mamãe, estou tão feliz.  / Por que voltei pra você. / Alguma coisa me diz.  / Que hoje eu volto a viver. / Penso feliz ao seu lado.  / Viver distante por que. / Mamãe, só pra você eu cantarei Agora.  / Mamãe, a solidão foi para sempre embora. / Essas palavras de amor que.  / Digo nesta canção.  / Creia, mãezinha querida,.  / Nascem no meu coração. / Mamãe, a chama viva que me aquece é você. / Toda minha vida.  / Eu só desejo ao seu lado viver. / Sinto tremer sua mão. / E a voz cansada falhar. / Ao me fazer um carinho ,mamãe.  / Numa canção de ninar.  / Sua cabeça esta branca.  / Mais há luz em seu olhar.  / Mamãe só pra você eu cantarei Agora. / Mamãe, a solidão foi para sempre embora. / Essas palavras de amor que.  / Digo nesta canção.  / Creia, mãezinha querida,.  / Nascem no meu coração. / Mamãe, a chama viva que me aquece é você. / Toda minha vida.  / Eu só desejo ao seu lado viver. / . “  ]  .

“  FOI  COM  IMENSO  CONTENTAMENTO  QUE  ESTE  ESPAÇO  MUSICAL  SELECIONOU  DOIS  CANTORES   QUE  SE  IDENTIFICAM  COM  OS  GÊNEROS  MUSICAIS   E  COM  OS  SENTIMENTOS  ORIUNDOS  DO  CORAÇÃO  . RAYOL  E  TIMÓTEO  DESTACAM-SE  QUANDO   EXPRESSAM   TEMAS  AMOROSOS  VIVIFICADOS  EM  SUAS  ALMAS !  “
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »