14/05/2017 às 17h37min - Atualizada em 14/05/2017 às 17h37min

Um sambista imperial com suave pureza na voz 'Roberto Ribeiro'

WALDEMAR PEDRO ANTÔNIO
   O   Cantinho   Musical  abre  espaço  neste  artigo  para  homenagear  um  dos  mais  consagrados  intérpretes  do  nosso  samba . Sua  versatilidade  dentro  do  gênero  musical  impressionava  os  verdadeiros  conhecedores  deste  ritmo  genuinamente  brasileiro  e  agradava  a  todos  que  acompanhavam  sua  trajetória  na  Música  Popular  Brasileira :      “  ROBERTO   RIBEIRO  “ .

      Dermeval Miranda Maciel, mais conhecido como Roberto Ribeiro ,  nasceu  em  Campos dos Goytacazes, no  dia  20 de julho de 1940 — Rio de Janeiro,  e  faleceu  em  8 de janeiro de 1996 . Foi um cantor  e puxador de samba-enredo brasileiroSambista do Império Serrano, Roberto Ribeiro construiu uma respeitável carreira de intérprete e compositor desde a segunda metade da década de 1960. De voz bem timbrada e enxuto fraseado, em seu repertório incluíam  sambas de todos os tipos .  Roberto mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro  e começou a trabalhar com música, a se apresentar no programa "A Hora do Trabalhador", da Rádio Mauá .. Sua performance chamou a atenção da compositora Liette de Souza que   resolveu apresentá-lo aos sambistas da Império Serrano e Roberto passou a frequentar  as rodas de samba da tradicional escola de Madureira. A diretoria da Império convidou-o para ser o puxador de samba-enredo da escola no Carnaval de 1971.  
 
    
  Passemos  agora  ao  desfile  dos  sambas  de  raiz , interpretados  pela  suave  voz  de  um  cantor  autêntico . A  nata  dos  compositores  de  samba  confiou a  Roberto  Ribeiro  suas  produções  musicais , na  certeza  de  que seriam  sucessos  garantidos  no  mundo  dos  sambistas .  Iniciaremos nosso  trabalho,  abrindo  este  belo  desfile  musical com  duas  obras  de  Monarco  .  A  primeira  versa  sobre  uma  proposta  a   pessoa  solitária  e  desiludida  com  o  amor ,  curtindo  com  muita  consciência  a  saudade de  alguém  que a  deixou  magoada e  rejeitando com firmeza  sua “  PROPOSTA   AMOROSA  “ .   [ “ /    Por que viestes com proposta amorosa ??? / Eu que vivia num perfeito mar de rosas / Só conheci falsidade em lugar de carinho / No meio das flores quisestes levar-me ao monte de  espinhos / Não conseguistes um intento mesquinho / O bom artista / Juro por Deus não é tolo / Na saudade dei o bolo / Ela vinha quase certa me encontrar / Hoje vou trilhando meu caminho / Muito embora sozinho / Pra ninguém me ver chorar / Se eu chorasse / E a saudade me encontrasse / Seria bem envolvido / como um simples amador / Mas matéria de amor / Eu conheço na palma da mão / Sei também que essa tal de saudade / Tortura demais um pobre coração. / . “   ]   . 
O  segundo  samba , presente  em  toda  reunião  de  sambista , Monarco  divide  a  composição  com  Paulo  da  Portela e cede  a  Roberto  Ribeiro  para que , com   suavidade  na  voz ,  interpretasse  a  canção com  muita  alegria .  A  música  é  um  verdadeiro  cenário  de  um  imenso  pagode onde  vai  rolar  muito  samba , bastante  comida e  ,  principalmente ,  uma  infinita   quantidade  de  bebida ,  dando  um  recado importante  ao  “  O  QUITANDEIRO  “ .               [ “ / Quitandeiro, leva cheiro e tomate / Na casa do Chocolate / Que hoje vai ter macarrão / Prepara a barriga macacada / Que a boia ta enfezada / E o pagode fica bom / Chega só trinta litros de 'uca' / Pra fechar a butuca / Desses nego beberrão / Chocolate, tu avisa pra crioula / Que carregue na cebola / E no queijo parmesão /  (  REPETIR ) / E não se esqueça de avisar / Pra nega Estela / Que o pessoal da Portela / Vai dançar partido alto / Vai ter pagode até o dia amanhecer / E os versos de improviso / Serão em homenagem a você . /  .  “   ]  . 


Nei  Lopes  também  cedeu  algumas  de  suas  maravilhas  musicais  para  Roberto  Ribeiro  colocar  sua  suave  voz .  O  primeiro  samba  interpretado  fala  sobre  a  cultura  do  jogo de  bicho  no  Rio  de  Janeiro  dando  destaque  aos  bicheiros  e  banqueiros  que bancavam  as  apostas  no  bicho  jogado , realçando, na  área   do  jogo,  o  domínio  dos   “  MALANDROS  MANEIROS  “  .  [ “ / Hoje vamos prestar nossa homenagem / A que toda malandragem / Homenageia e respeita também / Aqueles que portando uma caneta, / Um bloco e uma folha preta. / Escreveram a sorte ou o azar de alguém. / São eles velhos malandros maneiros / Que têm São Jorge guerreiro como fiel protetor, / Mas ganhou leva,ganhou leva, / Só vale o que está escrito / Lá não se leva no grito / Quem quis levar não prestou / No tempo da quinta coluna / De lá da Pavuna, Jacarepaguá. / Eu me lembro que eu era menino / E no seu Natalino já ouvi falar / No governo de marechal Dutra / Não teve truta nem meu pé dói / E na guerra que houve aos cassinos / Parou Constatino e fechou Niterói / Avestruz,aguia,burro,cavalo / Elefante,galo,macaco e leão. / Borboleta,cachorro,coelho, / Carneiro,camelo,veado e pavão. / Eu sonhei que você na floresta / Estava numa festa,mas me viu e correu. / Fiz a fé no malandro da esquina / E tu nem imagina o bicho que deu / São eles velhos malandros maneiros... / Cabra,cobra,peru,touro,tigre / Gato,porco,vaca,Urso,jacaré. / No singelo grupo e dezena. / Milhar e centena ganha quem tem fé. / Borboleta da ilusão perdida / Fez da minha vida um triste jardim / Hoje eu sofro invertido e cercado / Pelos sete lados , coitado de mim./ ] .

Ainda  de  Nei  Lopes  , agora  em  parceria com  Wilson  Moreira ,  outro  samba  que  fez  muito  sucesso na  voz  de  Roberto  Ribeiro . O  samba  é  uma  alusão  ao  fato  de  alguém  ter  ficado  sozinho ,  procurando  uma  parceira  perfeita  para  com  ele  constituir  um  casal  feliz  ,  mas  depende  de  muita  mandinga  para  a  realização  do  fato , implorando e  buscando  o amor  pela   razão  de  que      “   SÓ   CHORA   QUEM   AMA   “ .       [ “ /  Quero ter alguém que tome conta de mim  / Não suporto mais ficar sozinho  / Preciso de uma companheira  / Que me dê conforto e carinho / Me disse vovó Cambida que a minha mandinga só vai ter remédio / Eu casando ou juntando com a filha da Dona Cecília com seu Nicomedes / Seu Nicomedes no entanto, me disse que o santo pra ele mandou / Só deixar que eu casasse provando que em vez de malandro, sou trabalhador / Ana Rosária da Silva que filha adotiva de Dona Nenê / Me chamou pra um tremendo pagode, que o Juca Bigode armou em Xerém / Eu disse: Ana Rosária, sem fogo na palha, tu manda e não pede / Mas só vou se tu levar a filha da Dona Cecília com Seu Nicomedes / refrão / Essa mulata formosa é a flor mais cheirosa da ala das damas / Do famoso terreiro de bamba, da Escola de Samba Só Chora Quem Ama / Eu que jamais vi pastora tão perturbadora, tão meiga e tão bela / Na maior privação dos sentidos fiz esse partido chorando por ela./ ].       

Outro  compositor  que  teve  suas  composições  interpretadas  por  Roberto  Ribeiro foi  Nélson  Rufino .  Apresentaremos  a  primeira  das  duas  selecionadas, que  aborda   um  tema   expressado  com   muita  pureza,  beleza  e   amor   nos  sonhos  infantis  que   desaparecem  e  se perdem em  grande  parte    quando  atingem  um  estágio  adulto,  fazendo  os  belos  sonhos  do  menino,  a  respeito  do  amor,   se  apagarem  na  memória  , por  isso que  considera  magistralmente  que “  TODO  MENINO  É  UM  REI  “ .  [ “ / Todo menino é um rei / Eu também já fui rei / Mas quá! / Despertei! / ( bis )  / Por cima do mar da ilusão / Eu naveguei! Só em vão / Não encontrei / O amor que eu sonhei / Nos meus tempos de menino / Porém menino sonha demais / Menino sonha com coisas / Que a gente cresce e não vê jamais / Todo menino é um rei / Eu também já fui rei / Mas quá! / Despertei! / A vida que eu sonhei / no tempo que eu era só / Nada mais do que menino / Menino pensando só / No reino do amanhã / A deusa do amor maior / Nas caminhadas sem pedras / No rumo sem ter um nó / . “  ]   .    


Outra  canção   de  Nélson  Rufino,  selecionada  para  este  artigo  e  interpretada  por  Roberto  Ribeiro ,   é  um  samba-resposta  que  versa  sobre  uma  nova  paixão  que,  de  repente,  surge , fazendo  desaparecer  toda  a  angústia  de  um  outro  amor  que  só  causou  desilusão e  reabrindo  o  coração  para  uma  nova  aventura   amorosa  que  é  classificada   como   “  MEL  PRA  MINHA  DOR   “ .  [ “ / Quando percebi que o seu amor / Poderia ser mel pra minha dor / Esqueci de quem só me fez chorar / Reabri meu coração pra de novo amar / E secaram por fim: Lágrimas / Esqueci o final: Trágico / Me salvei  já não sou: Náufrago / Se meu barco não foi: Rígido / Foi assim, tipo assim: Mágico / Que senti tudo em mim: Nítido / E lá dentro do meu: Âmago / Liberdade era a nova tônica / Refrão (2x) / E voltaram os meus: Sonhos / Em meus olhos enfim: Brilho / Meu viver já não mais: Prantos / Coração refugou: Lindo / Novo amor enxotou: Prantos / Meu querer, sem temer: Vivo / Alegria se fez: Canto / E a tristeza de vez: Lindo/ Refrão (2x) / Repete a 1ª / Refrão/ “ ].


Os  compositores  Acyr  Pimentel  e  Cardoso  apreciaram  os  enormes  sucessos  de  suas  duas  canções  na  magnífica  interpretação  de  Roberto  Ribeiro .   A  primeira  que apresentaremos  é  um  samba  que  faz   uma   abordagem  sobre  o  tema  amor   com  um  grau  de  despeito , manifestado  em  uma  visão  carinhosa  quando  se  tem  um  verdadeiro  sentimento  amoroso   e  não  se  preocupando  quando         “   PROPAGAS   “  .  [ “ /  Por que é que me propagas / Pelas ruas com prazer / Se todo mundo sabe / Que é despeito de você / Esta vida é um jogo / E cada um joga o que tem / Quem é que não gosta de carinho / Quem que é que não gosta de ninguém / Mas quem é que não gosta de carinho / Quem é que não gosta de ninguém / Pra você me censurar / Tem que censurar Adão / Preferiu viver com Eva / Não quis paraíso, não / E o mundo então seguiu / No mesmo diapasão / Todo homem hoje em dia / Tem alguém no coração / (Refrão)  / Nos caminhos percorridos / Encontrei desilusões / Encontrei falsas mulheres / Maltratando corações / Nem assim eu desisti / Fui em frente, caminhei / Hoje até perdi a conta / Das mulheres que beijei / . “   ]  . 

Zaquia  Jorge foi uma vedete do Teatro de Revista , fez sucesso em diversas companhias teatrais até que decidiu levar o teatro de revista para o subúrbio de  Madureira. Em  1975  foi  enredo  do  Império  Serrano . O que Acyr Pimentel e Cardoso compuseram, não fora aproveitado na escola , já a canção gravada por Roberto Ribeiro, tornou-se uma campeã de público, tocada até hoje em diversos shows e rodas de samba , com  título de “  ESTRELA  DE  MADUREIRA “.   [ “ / Brilhando / Um imenso cenário / Num turbilhão de luz, de luz / Surge a imagem daquela / Que o meu samba traduz / A  Estrela vai brilhando / Mil paetês salpicando / O chão de poesia / A vedete principal / Do subúrbio da Central foi a pioneira / E  Um trem de luxo parte / Para exaltar a sua arte / Que encantou Madureira / Mesmo com o palco apagado / Apoteose é o infinito / Continua estrela / Brilhando no céu /  ( BIS )  /  . “  ]  . 


Flávio  Moreira  e  Liette  de  Souza  ( esposa  de  Roberto  Ribeiro )  confiaram  na  suave  voz  do  cantor  para  que  as  duas  composições  se  tornassem  grande  sucesso .  O  primeiro  samba  faz  uma  alusão  a  um  amor  fracassado .  Embora  se  tenha   enfeitado  de  carinho , ternura  e  paixão,  não  consegue  conquistar  o  coração  da  amada  com  sentimento de  que  “  AMEI   DEMAIS  “  .   [ “ / Quanto tempo esperando / Meu amor aprontando / Pra você me enfeitei / Me  vesti de pureza / Pois eu tinha certeza / Que seria seu rei / De você fiz meu samba / Nas madrugadas cantei / Peito cheio de alegria / Com você na poesia / Ao seu amor me agarrei / Amei demais / Não fui capaz / De conquistar / Coração derrotado / O meu samba calado / Não quer mais cantar / (BIS ) / . “  ]  . 



O  segundo  sucesso  cantado  por  Roberto  Ribeiro  versa  sobre  uma  proposta  de  amor  em  que  a  amada  tem  que  aceitá-la  imediatamente  por  não  saber  o  que  espera  amanhã  das  duas  partes  envolvidas  na  questão  amorosa,  por  isso  propõe a  ela  um    “   AMOR  DE  VERDADE  “  .  [ “ /  Tem  / Que ser agora ou nunca mais / Deixar pra amanhã por quê? / Se hoje há tempo demais /  ( BIS ) / Talvez amanhã / Eu não possa voltar / Ou quem sabe você mesma / Não irá mais me aceitar / Reconheço a razão da sua timidez / É porque o encontro / Hoje, é a primeira vez / Vamos / Mergulhar no mundo do prazer / Eu tenho mil declarações de amor pra você / Amanhã eu quero é sentir saudade / E poder dizer, poder dizer que hoje amei de verdade /  (3x)  / .  ]   .



Um   grande  sucesso  composto  por  Sérgio  Fonseca ( grande  vascaíno )  e  Romildo  ,  interpretado  por  Roberto  Ribeiro,  descreve  toda  a  movimentação  das  partes  amorosas  no  ato  da  separação , dividindo  os   bens  e  os  sentimentos  construídos  durante  a  tranquilidade  de  uma  enorme  paixão e  agora se apossando dos  escombros do  amor  “  PARTILHA  “ .   [ “ /  Já que não existe mais aquele amor tão profundo o melhor que a / Gente faz e dividir nosso mundo / bis / Você fica com a vitrola e com os quadros da parede que eu fico / Com a viola o meu samba e minha sede / Você fica com a gaiola e com o passarinho verde que em qualquer / Brinco de argola eu penduro minha rede / REFRÃO / Você fica com as crianças e com toda essa mobília que eu só / Quero as esperanças que não cabem na partilha / Você leva as alianças que eu farei da minha ilha com a poeira / Das lembranças o meu álbum de família / REFRÃO  / E pra não dizer depois quando a febre for mais alta que esse / Amor não deu pra dois mais vontade e o que não falta O destino e que compôs esse drama de ribalta no seu rosto pó de / Arroz no meu peito a cruz de malta / Já que não existe mais aquele amor tão profundo o melhor que a / Gente faz e dividir nosso mundo bis / La la laia.. / . “  ]  .  

 É  hora  de  homenagear  alguns   sambistas  com  coração  IMPERIAL .  De  Décio  de  Carvalho  e  Dona  Ivone  Lara  ,  Roberto  Ribeiro   gravou  com  muito  sucesso   este  samba  que  aborda  o  tema  da  rejeição  com  base  na  recusa  do  perdão após uma  grande  desilusão amorosa , logo,  certamente ,  não  é  bom                               “  ACREDITAR  “  .    [ “ / Acreditar... eu não / Recomeçar... jamais / A vida foi ... em frente / Você simplesmente não viu que ficou ... pra trás /  (BIS) /  Não sei, se você me enganou / Pois quando você tropeçou / Não viu o tempo que passou / Não viu que ele me carregava / E a saudade lhe entregava / O aval da imensa dor / E eu que agora moro nos braços da paz / Ignoro o passado que hoje você me traz / (BIS / . “  ]  . 




Dentre  todos  os  compositores  de  samba-enredo ,  Silas  de  Oliveira  é  o  ícone  mais  respeitado  nas  reuniões  de  sambistas . Em  1969,  o  Império  Serrano  desfilou  com  um  enredo  em que  exaltava  a  libertação de  todos  os  escravos  e  prestava  homenagem  a  todos  que  lutaram  para  que  se  concretizasse  o  fato  . Após  o  desfile ,  Roberto  Ribeiro  interpretou,  com  muita  emoção  e  respeito,  o  samba   “  HERÓIS  DA  LIBERDADE   “  .  [ “ / Ô ô ô ô / Liberdade, Senhor, / Passava a noite, vinha dia / O sangue do negro corria / Dia a dia / De lamento em lamento / De agonia em agonia / Ele pedia / O fim da tirania / Lá em Vila Rica / Junto ao Largo da Bica / Local da opressão / A fiel maçonaria / Com sabedoria / Deu sua decisão lá, rá, rá / Com flores e alegria veio a abolição / A Independência laureando o seu brasão / Ao longe soldados e tambores / Alunos e professores / Acompanhados de clarim / Cantavam assim: / Já raiou a liberdade / A liberdade já raiou / Esta brisa que a juventude afaga / Esta chama que o ódio não apaga pelo Universo / É a evolução em sua legítima razão / Samba, oh samba / Tem a sua primazia / De gozar da felicidade / Samba, meu samba / Presta esta homenagem/ Aos "Heróis da Liberdade /Ô ô ô / “  ]  . 

Encerrando  esta  bela  coletânea  de  sambas  de  primeira  linha , apresentaremos  Roberto  Ribeiro  interpretando  duas  composições  que  levam  o  nome  deste  magnífico  cantor ,  mostrando  que  é  também  excelente  nas  criações  musicais .   O  primeiro  samba  de  sua  autoria  fala  sobre  uma  desavença  entre  o  casal   em  que  o  amado  suplica  um  pouco  de  paciência  para  reestruturar  a  relação  amorosa , na  expectativa  de  que,  se  houver  compreensão, tudo  sairá  bem , porque  ainda  existe  um “  RESTO DE ESPERANÇA“.   [ “ /  La la ia laia laia laia laia laia laia laia laia laia / Laia laia laia lalaia laia laiala / Ainda resta um pouco de esperança / Apesar das desavenças / Afinal / Não sou criança / Pra que deixar acontecer / E lamentar um dissabor / De sermos mais um caso de amor / Mais um caso como existe tantos por ai / Pra se machucar / Só pra se ferir / Desta vez / Não vamos nos deixar levar / Podemos superar / Com um pouco de boa vontade / Não importa o tempo o coração / Não tem idade. / .  “   ]   . 

Neste  segundo  samba , Roberto  Ribeiro  desenvolve  um  tema  em  que  há  uma  rejeição  relacionada  com  um  pedido  de  perdão, porque   o  maltrato  amoroso  machucou  demasiadamente  o  coração  de  quem  nutria  uma  enorme  paixão  e  agora  que  se  apagou  o  sentimento  sofrido restam      “   DEVANEIOS   E   TRAMAS  “ .       [ “ / Chora... A poeira assentou / E agora vê / O mal que você fez em mim / Todo bem que você pôs um fim / Quando machucou meu viver / Drama, agora que a chama se apagou / Nesses seus devaneios e tramas / Quem ama não pode fazer / Não, eu não abro as portas do meu coração / Semelhança com Cristo não tenho, não / Dói, dói... / Como um corte profundo no peito / E não, de repente cicatriza, não / Implora a reconciliação / Mas não sou Deus para lhe dar perdão / Tô de bem com a vida, em paz / Conta não, comigo mais / Toda e qualquer lembrança / Desse amor o tempo tem que apagar / Você vai aprender / Quem faz alguém chorar / Paga em dobro a dor que provocar / Chora... (  REPETE  ) . /  ]   .

           O  Cantinho   Musical  selecionou  alguns  sambas  que  estão  perpetuados  na  memória  daqueles  que  curtem  uma  boa  música  apresentada  por  uma  magistral  interpretação. A  voz  suave  e  emocionante  de  ROBERTO  RIBEIRO  ecoa  com  muita  delicadeza  nos  ouvidos  dos  grandes  conhecedores  das  lindas  canções . O  que  nos  entristece é  ter  conhecimento  de  um  imenso  repertório  musical  deste  fabuloso  cantor e não  encontrar espaço  suficiente neste  artigo   para  demonstração  de  toda  sua  obra.
   
   “  A  IMENSA  SATISFAÇÃO  DE  UM  SAMBISTA  DESPERTA  QUANDO  UMA  COMPOSIÇÃO  MUSICAL  LEVA  CONSIGO  UMA  MENSAGEM POÉTICA  BEM  CLARA,  PAUTADA  EM  UMA  CADÊNCIA  MELÓDICA  EMPOLGANTE .   ROBERTO  RIBEIRO  ,  COM  SUA  VOZ  SUAVE  E  ELEGANTE,  GARANTE ,  QUANDO  INTERPRETA  UM  SAMBA ,  A  ALEGRIA  E  A  PARTICIPAÇÃO  ATIVA  DE  TODOS  OS  SAMBISTAS  “
Waldemar   Pedro   Antonio                                      e-mail  :   wpantonio@terra.com.br
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »