22/05/2018 às 15h27min - Atualizada em 22/05/2018 às 15h27min

86% dos leitores são favoráveis à regulamentação do Uber em Leopoldina

Edição: Luiz Otávio Meneghite
É pública e notória a existência em Leopoldina de táxis piratas ou bandalhas, como preferem alguns. São veículos que transportam passageiros mediante pagamento sem, contudo, estarem licenciados para isso e são emplacados com placas na cor cinza, que identifica o carro particular. Uma característica do carro clandestino é que ele não tem ponto autorizado pelo Poder Público nem possui identificação como os táxis legalizados, atendendo seus clientes exclusivamente via telefone celular.
 
Trata-se um meio de transporte que funciona à margem da lei e nem sempre seus condutores estão habilitados devidamente nos termos da legislação pertinente nos órgãos de trânsito.

A opção pelo Uber

O presidente da República sancionou no dia 26 de março de 2018, a lei que regulamenta os serviços de transporte de passageiros como Uber. O texto foi sancionado sem vetos e foi publicado na edição do dia 27 de março de 2018, do Diário Oficial da União. A Lei sancionada não obriga, mas permite que a Prefeitura possa estabelecer regras de regulamentação do aplicativo, mediante aprovação da Câmara de Vereadores.

Uber, o que é isso? Conheça o concorrente dos táxis clicando no link abaixo:
https://www.softonic.com.br/artigos/uber-app-o-que-e-taxi

Em 23 de junho de 2017, o jornal Leopoldinense publicou o resultado de uma enquete que apontou que 50,96% dos leitores é a favor da criação de novos pontos de táxis em Leopoldina.
https://leopoldinense.com.br/noticia/11526/50-96-dos-leitores-e-a-favor-da-criacao-de-novos-pontos-de-taxis-em-leopoldina

O jornal Leopoldinense, com o único propósito de contribuir com as autoridades na adoção de medidas que solucionem o problema, disponibilizou aos seus leitores uma enquete onde eles puderam manifestar com o seu voto o que acham a respeito do assunto.

Você é favorável à regulamentação do Uber em Leopoldina?
O resultado você vê no infográfico abaixo:

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »